Alimentação & Saúde Bucal

Categoria: Saúde Bucal e Alimentação

No último artigo, falei sobre a relação da incidência da cárie com a alimentação.

A mudança de hábitos alimentares juntamente com a higiene bucal correta é fundamental para não termos cárie ou erosão ácida ou ainda doenças da gengiva.
O que observo é que com a correria do dia a dia, a globalização e a influência da publicidade, que nos estimula a comer cada vez mais de forma errada, os brasileiros foram, ao longo dos anos, substituindo o consumo de alimentos ricos em fibras e nutrientes pelos alimentos industrializados, ricos em gorduras e carboidratos, que fermentam e facilitam a proliferação das bactérias formando a placa.Como consequência, ao lado da obesidade (inclusive em crianças), da diabetes, das doenças cardíacas e do câncer, cresceram também, as ameaças para a saúde bucal.
Lembre-se que, a nutrição adequada é a ingestão de uma dieta equilibrada para que o seu corpo possa assimilar os nutrientes necessários para uma boa saúde geral.
As deficiências nutricionais, aliadas ao fumo, ao álcool, e até mesmo ao estresse da vida moderna prejudicam muito todo o sistema imunológico.
A alimentação está mais pastosa e grudenta, o que exige muito menos mastigação do que os alimentos fibrosos, e reduz a salivação, principal mecanismo natural de limpeza da boca.
A saliva, além de conter enzimas digestivas, possui anticorpos, células de defesa e outras substâncias que reequilibram o PH da boca.

Um exemplo de alimento “grudento” é a barrinha de cereais.

A seguir algumas dicas para se alimentar bem sem prejudicar seus dentes:

1) Evite beliscar entre as refeições. Isto inclui bebidas, como refrigerantes,
mates, bebidas de soja, café, além de balas e chicletes com açúcar.

2) Dê preferência aos alimentos crus e fibrosos, evitando os pastosos e grudentos

3) Ao ingerir de qualquer alimento ácido, aguarde meia hora para escovar os dentes,
pois é o tempo que a saliva leva para neutralizar a acidez e tornar a escovação segura.

4) Evite consumir açúcar à noite, a menos que seja seguida de uma perfeita
higiene bucal, pois neste horário, a saliva diminui aumentando os riscos.

5) Cuidados com os medicamentos que contém açúcar em sua composição,

pois dependendo da frequência com que são ingeridos, podem estar relacionados à
presença das cáries.

Exemplos: xaropes, pastilhas para tosse, glóbulos homeopáticos, antiácidos, laxantes,
etc.

No próximo artigo irei falar de erosão ácida. Aguardem! Até lá!

Um abraço e até o próximo artigo,

Dra.Cristiane Tavares

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

Comentários

  1. Mila
    10/12/2015

    Muito interessante o coment

Você também pode gostar de:

Fio dental, usar ou não usar ???

Fio dental, usar ou não usar ???

No dia 04/08/2016 uma matéria no G1 sobre o fio dental me chamou a atenção. Também fui questionada por alguns ...

Categoria: Prevenção das Doenças da Boca

O que saúde bucal tem a ver com qualidade de vida?

O que saúde bucal tem a ver com qualidade de vida?

Uma das funções primordiais do dentista é promover saúde o que significa aumentar a qualidade de vida das pessoas, ...

Categoria: Qualidade de Vida, Saúde Bucal e Envelhecimento Saudável

Você sabe o que é erosão ácida?

Você sabe o que é erosão ácida?

A erosão ácida tem me preocupado bastante. Recebo vários pacientes com este problema. E o mais grave é que os danos ...

Categoria: Erosão Ácida